Banner #02

Pesquisar neste blog

COMO DIVULGAR UM SALÃO DE BELEZA

Saiba como divulgar um salão de beleza e estética

BOAS OFERTAS E DIVULGAÇÃO

  • Oferecer promoção para o primeiro cliente e esteja presente na internet
  • Classificados
  • Rede de lojas e estabelecimentos da região


Estabelecimentos comerciais da região: Pizzaria, supermercado, academia ou farmácia são ótimos aliados. Você leva clientes para eles e eles para você. justo não? Pense o que o parceiro pode ganhar também.

Fazer um instagram: TEM SIDO A SENSAÇÃO PARA HAIRSTYLIST no mundo todo. Divulgue as fotos do seu estabelecimento, clientes e trablaho. Acompanhe sua clientela e interaja com ela.

FAZER UMA FANPAGE NO FACEBOOK: é primordial, básico. Pode divulgar promoções, avisar sobre mudanças e novidades, compartilhar fotos de seus profissionais e até mesmo receber marcações por chats. Existe salões na Europa que praticamente recebem agendamentos apenas pelo facebook.

ORGANIZE EVENTOS E HAPPY HOURS: receber clientes, amigos e vizinhos e´sempre uma boa oportunidade para que sua marca gique na "boca do povo". Convide 5 a 12 amigos para um evento e incentive a cada um postar e compartilhar link em seu perfil no facebook, contando sobre o evento. Comemore o aniversario do seu salão, o dia do cabelereiro ou qualquer outra data importante.Oferecer um brinde e entradas faz parte do protocolo. Se apertou orçamento. Invista em parcerias!

O Brasil já ocupa o terceiro lugar em consumo de produtos de beleza.

Definir o perfil de seu cliente(Idade, preferências e características).
Listar os possíveis profissionais, lugares que tem haver com seus clientes(lanchonete, estacionamento, livraria,ponto de ônibus e outros).

Para que serve um site

Por que ter um site?


Agrega valor ao seu serviço, produto.
Divulgação para todo o mundo: poderosa ferramenta de marketing.
Mais oportunidades: mais pessoas encontrarão seu serviço.
custo acessível: na internet o investimento é bem menor que nas mídias convencionais.
Aumente suas vendas: Vitrine 24 hrs por dia.
Aproveite essas dicas e conte com a nossa AGÊNCIA 100% DIGITAL para divulgar o seu evento!

EMPRESA É CONDENADA A INDENIZAR FAMILIA

Uma decisão  da 25ª Vara Cível de São Paulo, condena a uma indenização em R$ 345 mil por danos morais uma família que estava a bordo do navio Costa Concórdia quando este naufragou. O acidente ocorreu logo depois de o navio zarpar para uma viagem pela costa italiana, em janeiro de 2012, e deixou 30 pessoas mortas.

A decisão é de primeira instância e ainda cabe recurso. O cálculo tomou como base os bens perdidos e o fato de a família, composta por pai, mãe e filha, ter suportado após o acidente, já em terra firma, situações como condições climáticas desfavoráveis, ausência de informações, fome, medo, pânico, além da vontade deles de voltarem para casa.

A juiza na decisão destaca que houve falha no transporte marítimo, algo admitido pelas duas empresas, e que está clara a responsabilidade das rés, uma vez que o contrato de transporte deixa claro que os clientes pagam para ser transportados de um ponto a outro e, com o acidente, fica claro que isso não ocorreu, causando prejuízo à família.


Conforme com já decidido pela 31ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, respondem os prestadores de serviço, independentemente de culpa, e solidariamente, pela reparação dos danos causados pela inexecução dos serviços contratados e pela frustração da expectativa dos contratantes, sendo que danos morais devem ser pagos quando há o reconhecimento da angústia e do sofrimento que a conduta das empresas provocou durante o cruzeiro.

Foi determinado que cada um dos três membros da família receba R$ 15 mil por danos materiais, já que é impossível calcular o valor exato dos bens perdidos, pois os passageiros costumam vestir seus melhores trajes, sobretudo porque há festividades especiais. Ela não aceitou, porém, arbitrar os danos morais em R$ 200 mil por pessoa, como havia sido pedido.

Segundo a juíza, o valor a ser pago por danos morais deve ser menor porque não é possível comprovar de forma palpável ou material o sofrimento, mas apenas de forma intuitiva e perceptiva. 

Informação publicada no site JusBrasil[http://consultor-juridico.jusbrasil.com.br/noticias/100605847/vitimas-de-naufragio-ganham-indenizacao-por-dano-moral]

GENTE QUE BRILHA, O MAIOR EVENTO EM PAÇO DO LUMIAR

GENTE QUE BRILHA É O NOME DO EVENTO

Que reúne lideranças de vários setores das mais variadas atividades profissionais e também políticas e comunitárias.

Link para vídeos da realização da primeira edição do maior evento em Paço do Lumiar que homenageou lideranças em vários setores da atividade diversas.

As ações são apoiadas pela revista do Maranhão, MaranhenCidades.

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Parte 4


Parte 5


Parte 6

DIVULGAÇÃO INDEVIDA GERA DANO MORAL


Segundo a informação publicada no site URA ONLINE, uma decisão da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais contra um produtor de eventos que deve indenizar em R$ 15 mil uma empresa de rádio e televisão por ter usado o seu nome indevidamente.

ENTENDA O CASO
Ao realizar um evento, em março de 2012, para inaugurar o projeto de boate itinerante denominado "Taj Mahal", o produtor teria incluído a logomarca e o nome fantasia(TV Integração) da empresa Rádio Televisão de Uberlândia no material de divulgação - folders, outdoors, matérias em jornais impressos e em diversos sites na internet -, como se a empresa fosse apoiadora do evento.

A Justiça foi acionada pela TV Integração, pedindo a imediata suspensão de seu nome do material de divulgação e indenização por danos morais, por considerar que a utilização indevida de sua imagem teve a finalidade de conferir maior credibilidade ao evento, ja que é afiliada da Rede Globo de Televisão.

O juiz entendeu que os fatos narrados pela empresa estão devidamente documentados no processo. Que no caso do silêncio do réu, aplica-se o efeito do julgamento á revelia, isto é, são considerados verdadeiros os fatos apresentados pelo autor da ação. Com esses argumentos, julgou parcialmente procedente o pedido da empresa, determinando que I.F.O. retirasse o nome da TV Integração do material de divulgação.

Inconformada com o indeferimento do pedido de indenização pro danos morais, a TV Integração recorreu ao TJMG e teve seu pedido acatado por unanimidade. Eduardo Mariné da Cunha, relator, entendeu que "a pessoa jurídica pode sofrer dano moral, pois é dotada de honra objetiva - respeitabilidade, reputação junto ao mercado e á sociedade".

“Não há dúvida de que, ao incluir o nome e o logotipo da empresa em panfletos, outdoors, propaganda de jornal e internet, informando que ela estaria apoiando o evento musical promovido pela boate itinerante, I.F.O. violou o direito de imagem da requerente, já que não havia qualquer autorização sua nesse sentido, sendo certo que não estava participando, de nenhuma forma, do evento organizado”, concluiu. Os desembargadores Luciano Pinto e Márcia de Paoli Balbino votaram de acordo com o relator.

Esta e uma publicação do site URA online[>>>aqui].

Clube do Crescimento Pessoal

Vamos fazer as contas, para que possamos ter uma análise sobre esta potencial oportunidade que está diante de quem quer o crescimento pessoal e profissional.

Não tem mensalidades e nem taxa de adesão. Mas você ganha conforme o seu potencial de atrair amizades que estejam dispostas a pelo menos a colaborar com o seu objetivo.

Neste Clube do Crescimento Pessoal você começa a ganhar dinheiro muito rápido, você pode convidar diretamente quantas pessoas você quiser. E ainda tem o incentivo de ganhar por cada um dos indicados de seus indicados no primeiro nível de indicação.
Saiba como funciona este Sistema Inovador >>>aqui!

E assim é somente cada um fazer a sua parte, o mesmo serviço de divulgação e aguardar o dinheiro chegar na sua conta.
Faça seu cadastro grátis aqui>>>!

Dançarina do Faustão puxando a calcinha!

Creio que a dançarina do Faustão, no vídeo, para se livrar de possível incômodo, deve ter puxado o elástico da calcinha.

MercadoLivre

Redes Sociais

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também